fbpx

O que é disfunção erétil

Início » O que é disfunção erétil

Disfunção Erétil

A disfunção erétil (DE) ocorre quando o homem não consegue ter ou manter uma ereção firme o suficiente para a relação sexual. Não é incomum, uma vez que acomete mais de 50% dos homens entre 40 e 70 anos.

Muitas vezes, o homem com DE  tem dificuldade de consultar seu médico e desde a descoberta de um tratamento medicamentosos eficaz, no fim dos anos 90 , muitos pacientes passaram a se automedicar sem buscar uma especialista na tentativa de reverter seu problema ou mesmo de tratamentos mais adequados para a as reais características dos sintomas.

 

Quais são as causas mais comuns?

Frequentemente a DE apresenta causas multifatoriais que incluem problemas orgânicos e psicológicos, que frequentemente se confundem. O início da atividade sexual na adolescência pode gerar uma DE de origem psicológica, mas que pode ser agravada na idade adulta com o surgimento de causas orgânicas. De forma contrária, uma DE com causas orgânicas com sintomas mais leves pode agravar-se por questões psicológicas, levando muitas vezes a um ciclo negativo de melhora.

A ereção ocorre a partir do enchimento dos corpos cavernosos do pênis com sangue, atingindo uma rigidez, pele existência de um tecido fibroso e resistente que envolve o tecido erétil, chamada de túnica albugínea. Além disso, o processo da ereção é mediado por fatores hormonais e neurais.

  • Problemas Médicos

Os principais problemas médicos relacionados e disfunção erétil estão ligados a alterações no fluxo de sangue para o pênis, causas hormonais ou problemas com a inervação.

Obesidade, pressão alta, diabetes e colesterol elevado, fazem parte de uma síndrome metabólica que pode, ao longo do tempo comprometer a chegada de sangue para o pênis, bem como sua inervação. É muitas vezes a própria DE pode ser o sintoma inicial de doenças sistêmicas como a aterosclerose. Da mesma forma, também entendemos que a melhora da qualidade de vida, diminuição do stress , exercícios físicos , perda de peso e dieta equilibrada podem ter uma ação positiva sobre estas alterações sistêmicas e consequentemente sobre a ereção.

Outras doenças como o Parkinson, a esclerose múltipla e doença de Peyronie, podem também ser causa de disfunção erétil. A deficiência de testosterona, principal hormônio sexual masculino, está comumente relacionada e uma adequada avaliação hormonal deve ser realizada sempre que necessária.

  • DE Pós-Cirúrgica

É muito comum também a ocorrência da disfunção erétil após tratamento cirúrgico, em especial a cirurgia de remoção da próstata.

 

  • Medicações

Uma série de medicamentos podem também contribuir para o desenvolvimento do problema. Drogas para controle da pressão arterial, alguns medicamentos para o coração, antidepressivos e alguns quimioterápicos podem ser causa de disfunção erétil. Tudo isso, sem considerarmos as inúmeras causas psicológicas.

Dessa forma, é extremamente importante que diante da dificuldade de ter ou manter uma firme ereção, o homem procure o urologista e faça uma completa avaliação dessas causas. O diagnóstico correto em uma fase inicial torna o tratamento mais fácil e eficiente.